img01.jpg

Representantes da OAB/MG irão integrar o grupo de trabalho que trata das questões do desastre ambiental com o rompimento da barragem da Samarco, ocorrido no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, em novembro de 2015. Integrantes da seccional mineira se reuniram com o procurador-geral adjunto do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), Rômulo Ferraz, para discutir o assunto. Ficou acertado que o professor José Cláudio Junqueira e o advogado Bernardo Campomizzi, ambos representantes da seccional mineira, farão parte do grupo de trabalho. Também foi deliberado que a OAB Minas irá apresentar, em 30 dias, proposta para alteração dos termos de acordo para indenização pelos danos morais, decorrentes da interrupção de fornecimento de água em Governador Valadares. A presidente da Comissão de Direito Ambiental, Cíntia Ribeiro de Freitas, disse que a importância da inclusão da OAB Minas é para que a instituição participe das discussões técnicas, coordenadas pelo Ministério Público visando a quantificação dos danos dos atingidos.

Fonte: site da OAB-MG